Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Profissional Moderno

Profissional Moderno

04
Jan20

Porque temos tanto medo de investir?

Luís Rito

Porque será que temos tanto medo de investir o nosso dinheiro?

Não sei se tens a mesma ideia que eu, mas sempre que falo de investimentos as pessoas ficam sempre um pouco pé atrás. Aqui em Portugal ainda vigora a velha máxima que se investirmos o nosso dinheiro o mais provável é ficarmos sem uma grande parte dele (ou mesmo todo). Acho que somos um povo com uma grande aversão ao risco, o que nos faz perder todo um conjunto de oportunidades que existem pelo mundo fora.

A grande maioria dos Portugueses continua a colocar as suas poupanças em depósitos a prazo, o que aos dias de hoje significa que se está a perder dinheiro. Confuso? Passo a explicar. Se olharmos para os juros existentes hoje em dia nos depósitos a prazo, podemos ver coisas como:

 

Caixa Geral Depósitos: Depósito a prazo a 3 anos - TANB de 0,037%

Novo Banco: Depósito a prazo a 3 anos - TANB de 0,10%

Millenium: Depósito a prazo a 1 ano - TANB até 0,025%

BPI: Depósito a prazo a 3 anos - TANB de 0,10%

 

Para quem não sabe, a TANB é a taxa anual nominal bruta, o que significa que na realidade será bem mais baixa após pagares impostos ao estado por mais valias (28%). Pensa comigo, se as taxas de juro já são tão baixas, e se ainda tens que pagar 28%, o que te sobra? Isto para não falar das comissões que os bancos te cobram apenas para teres dinheiro lá guardado. Conclusão, na realidade estás a pagar ao teu banco e não o contrário. 

 

Existe ainda outro ponto muito importante chamado inflação. Em 2018 a inflação foi de 1%, enquanto que em 2017 chegou mesmo aos 1,4%. Ora, se a inflação cresce aproximadamente 1%/ano, e os teus depósitos a prazo apenas 0,10%, então cada ano que passa estás mais pobre, o teu dinheiro está a perder valor. Apesar de tudo isto, os Portugueses ainda acham que estão a ir na direção certa ao colocar o seu dinheiro em depósitos a prazo, porque está "seguro". Esquecem-se que todos os anos existe um pedaço desse mesmo dinheiro que desaparece. Para além de não estarem a produzir valor, estão ainda a destruí-lo. Não te esqueças que 1000€ agora valerão muito menos daqui a 10 ou 20 anos, portanto é urgente fazê-los crescer a um ritmo sustentado.

 

Existem muitas alternativas para fazer crescer o teu dinheiro, que apesar de terem risco, considero-as bem mais seguras que ter o dinheiro a desaparecer no banco. Opções como a bolsa ou como crowdfunding (financiamento coletivo) são excelentes alternativas nos dias que correm. Se não sabes do que isto se trata é normal que te sintas confuso(a). Por exemplo a bolsa amedronta muitas pessoas, que cresceram a ouvir histórias que leva muitas pessoas à ruína. É certo que muitas pessoas ficaram sem nada na bolsa, mas isto porque assumem perfis de risco muito elevados, o que não deve ser o caso de um investidor particular comum.

Um investidor particular comum ganha ao investir em produtos que tragam por si só bastante diferenciação, e que representem todo um mercado e não empresas individuais. No meu caso, gosto de investir em índices, mais concretamente o S&P 500 (principais 500 empresas norte-americanas). Ao investires num índice, basicamente estás a investir na economia, enquanto que ao investires em ações de uma empresa estás a investir apenas nessa empresa. Qual achas que tem mais risco? A empresa falir ou toda a economia colapsar? Na bolsa quanto maior o risco maior o potencial de benefício, portanto o desafio é tentar não ser demasiado ganancioso e investir em produtos estáveis e de baixo risco, que a longo prazo te vão trazer retornos consistentes. Para ajudar, estes produtos ainda de pagam dividendos mensais ou trimestrais, na grande maioria sempre superiores a 1%/ano, pelo que só em dividendos vais retirar bem mais que em depósitos a prazo.

 

Poderia escrever várias horas sobre este tema, contudo o objetivo deste artigo é entenderes que existem outras opções para o teu dinheiro. Não te acomodes e não deixes todo o teu dinheiro parado em depósitos a prazo. A longo prazo é uma aposta perdedora.

 

Caso tenhas mais curiosidade sobre como podes construir boas fundações financeiras e sobre como podes investir o teu dinheiro, podes ler o meu livro "Liberdade Financeira". Dá uma vista de olhos aqui.

 

Livro Liberdade Financeira

 

Por hoje é tudo, até à próxima!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.